Minhas Compras
Você adicionou a sua lista de compras. O que deseja fazer agora?
Continuar Comprando! Fechar Compra!
X

Envie sua mensagem

Aguarde, enviando contato!
Categoria: Blog Publicado em: 21/05/2020 comentários

Hiperidrose contralateral à isquemia bulbar posterolateral

Hiperidrose contralateral à isquemia bulbar posterolateral
  • Compartilhe Post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Este é o caso de uma paciente de 39 anos queixando-se de vertigem.

Ao exame físico, apresentava síndrome de Horner à direita, nistagmo horizontal evocado pelo olhar com fase rápida para a esquerda, ataxia de membros superior e inferior direitos e redução da sensibilidade térmica na hemiface, braço e perna esquerdos.

Foi submetida à ressonância magnética do crânio, em que se evidenciou área de isquemia no aspecto dorsolateral direito do bulbo, por dissecção do segmento V4 da artéria vertebral deste lado. Veja:

Hiperidrose contralateral à isquemia bulbar posterolateral

Este conjunto de achados clínicos e de imagem configura a síndrome bulbar lateral ou, pelo epônimo, síndrome de Wallenberg!

Você sabe quais as estruturas anatômicas envolvidas na síndrome de Wallenberg?

Te ajudamos a entender melhor com este esquema ilustrativo...

Hiperidrose contralateral à isquemia bulbar posterolateral

1 semana depois, a paciente passou a queixar-se de aumento da sudorese na testa à esquerda, que piorava ao esforço físico e à exposição ao calor. Veja a foto…

Hiperidrose contralateral à isquemia bulbar posterolateral Como vimos, uma das manifestações da síndrome de Wallenberg é a síndrome de Horner, caracterizada por miose, ptose, anidrose e enoftalmia HOMOLATERAIS à lesão bulbar, por ser decorrente do envolvimento do trato simpático!

O trato simpático (hipotalamoespinal) carrega fibras simpáticas do hipotálamo até a medula espinal, com trajeto no aspecto lateral da ponte e do bulbo do mesmo lado.

Vamos entender melhor esta via através do esquema a seguir.

 Hiperidrose contralateral à isquemia bulbar posterolateral

 

E como explicar então a hiperidrose contralateral à lesão bulbar?

Como vimos, a interrupção do trato simpático descendente, há perda da estimulação das fibras sudomotoras e vasomotoras para glândulas sudoríparas da hemiface, levando à anidrose homolateral. Por mecanismos compensatórios, desenvolve-se hiperidrose na hemiface contralateral e, em seguida, alopécia.

Este caso é bastante interessante e nos relembra da importância do conhecimento em Neuroanatomia para topografar as lesões encefálicas e nos ajudar no raciocínio acerca de seus possíveis achados associados!

E aí, gostaram? =)

 

Fonte: Image of the moment - BMJ Practical Neurology, 2020

 

 

Olá, deixe seu comentário para Hiperidrose contralateral à isquemia bulbar posterolateral

Enviando Comentário Fechar!

CONHEÇA NOSSA EQUIPE

Ana Fonseca

Ana Fonseca

Neurorradiologista

Radiologista com atuação em Neurorradiologia e Cabeça e Pescoço. Fellowship na Santa Casa de São Paulo e grupo DASA.

Bárbara Trapp

Bárbara Trapp

Neurorradiologista

Radiologista com atuação em Neurorradiologia. Fellowship em Neuroimagem pela Unifesp e Universidade de Viena.

Igor Padilha

Igor Padilha

Neurorradiologista

Radiologista com atuação em Neurorradiologia e Cabeça e Pescoço. Fellowship na Santa Casa de São Paulo e grupo DASA.

Camila Amâncio

Camila Amâncio

Neurorradiologista

Radiologista com atuação em Neurorradiologia no Hospital Sírio-Libanês e grupo DASA. Fellowship no Hospital Sírio-libanês.

 

Cadastre-se em nossa Lista VIP