Minhas Compras
Você adicionou a sua lista de compras. O que deseja fazer agora?
Continuar Comprando! Fechar Compra!
X

Envie sua mensagem

Aguarde, enviando contato!
Categoria: Blog Publicado em: 20/04/2020 comentários

Mielinólise pontina e extrapontina a despeito de correção adequada do sódio

Mielinólise pontina e extrapontina a despeito de correção adequada do sódio
  • Compartilhe Post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Trata-se do relato de caso de uma mulher de 55 anos que se apresentou no Pronto Socorro com fraqueza e tontura. Ela apresentava histórico de depressão, hipertensão, doença celíaca e uso excessivo de álcool. Não apresentava sintomas ou sinais neurológicos focais.

Os exames laboratoriais revelaram hiponatremia (99mmol/L) e hipocalemia (3.0mmol/L), possivelmente multifatorial (uso de escitalopram, hidroclorotiazida, diuréticos e ingestão de álcool). Ela foi tratada adequadamente, com aumento lento do sódio sérico. Em seguida, quatorze dias após a internação, desenvolveu disartria e fraqueza no braço / perna esquerda, apesar do sódio sérico normalizado. O exame, no momento do declínio clínico, mostrou bradicinesia, hipomimia, hemiparesia piramidal esquerda e hiperreflexia, com fala atáxica e dismetria leve. 

A RM do crânio revelou hipersinal na sequência FLAIR envolvendo ponte, mesencéfalo, tálamos mediais e núcleos da base, com aspecto bilateral e simétrico, sem restrição à difusão. Vejam a imagem abaixo.

Mielinólise pontina e extrapontina a despeito de correção adequada do sódio

A história clínica e os achados de imagem são consistentes com mielinólise pontina e extrapontina (também conhecida como síndrome de desmielinização osmótica), apesar do tratamento adequado para correção sérica do sódio. Provavelmente, isso estava relacionado à gravidade da hiponatremia inicial, juntamente com hipocalemia e histórico de ingestão excessiva de álcool.

Considerando-se que o sódio era normal, não havia tratamento validado específico para esta paciente. Dessa forma, foram instituídas medidas de apoio. A paciente melhorou lentamente e recebeu alta para reabilitação hospitalar.

Quais os aprendizados do caso?

A mielinólise pontina (e extrapontina) pode ocorrer apesar da correção adequada de sódio, provavelmente relacionada à gravidade, duração da hiponatremia inicial e etiologia subjacente.

Pode haver um atraso entre os sintomas neurológicos e os achados radiológicos nessa condição.

 

Fonte: Micieli A, et al. Pract Neurol 2019;0:1–2.

Doi: 10.1136/practneurol-2019-002347

Olá, deixe seu comentário para Mielinólise pontina e extrapontina a despeito de correção adequada do sódio

Já temos 8 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Erica Godoi

Erica Godoi

Boa tarde, isso pode surgir por causa da COVID? Deixar sequelas
★★★★★DIA 20.05.21 14h07RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar!
Igor Padilha

Igor Padilha

Olá Erica, td bem?


 


Ainda não temos descrição direta relacionada para COVID, mas considerando-se que esse desfecho pode ser encontrado em pacientes graves independente da patologia de base pode ser que tenham pacientes com COVID que tiveram mielinólise associada.


 


Abc,

★★★★★DIA 21.05.21 20h14RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar!
Rogerio Moraes

Rogerio Moraes

Estamos passando por um caso aqui em taubate, se alguém puder nos dar algum apoio no sentido de indicar tratamento, por favor entre em contato. 12 991428100
★★★★★DIA 06.02.21 10h34RESPONDER
Ana Fonseca
Enviando Comentário Fechar!
Ana Fonseca

Ana Fonseca

Olá, Rogério. Não entendemos muito bem sua solicitação. Você é médico ou paciente? Favor nos enviar um email para: equipe@neurorradio.com, para maiores detalhes. Obrigada!

★★★★★DIA 08.02.21 12h33RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar!
Isadora Fonseca de Vasconcelos

Isadora Fonseca de Vasconcelos

Excelente explanação do caso! Muitas vezes encontramos pacientes com déficit de sódio e o corrigimos sem adentrar nos outros parâmetros do paciente... no caso dela, alcoólatra e com hipocalemia. A visão holística do paciente é o que deve permear nossa conduta! Parabéns!
★★★★★DIA 29.04.20 14h40RESPONDER
Ana Fonseca, Clecia Ferreira
Enviando Comentário Fechar!
Ana Fonseca

Ana Fonseca

Concordo plenamente!
★★★★★DIA 29.04.20 15h30RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar!
Janeusa Primo

Janeusa Primo

Ótimo modo de enfatizar o aprendizado para o caso!
★★★★★DIA 27.04.20 10h35RESPONDER
Ana Fonseca
Enviando Comentário Fechar!
Ana Fonseca

Ana Fonseca

Obrigada, Janeusa!!
★★★★★DIA 27.04.20 11h06RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar!
Enviando Comentário Fechar!

CONHEÇA NOSSA EQUIPE

Ana Fonseca

Ana Fonseca

Médica

Neurorradiologista na DASA, Santa Casa de SP, UHG e Lifescan. Possui título de especialista em Neurorradiologia diagnóstica pelo CBR/SBNR. Atua em São Paulo-SP e Montes Claros-MG.

Bárbara Trapp

Bárbara Trapp

Médica

Radiologista no grupo Mezo/Rede D’Or, Hospital Sírio-Libanês e Centro Sul de Imagem. Possui título de especialista em Radiologia e Diagnóstico por Imagem  pelo CBR. Atua em Brasília-DF.

Igor Padilha

Igor Padilha

Médico

Neurorradiologista na DASA, Santa Casa de SP e UHG. Possui título de especialista em Neurorradiologia diagnóstica pelo CBR/SBNR e pela European Society of Neuroradiology. Atualmente realiza um clinical fellowship na Universidade de Montréal, Canadá.

Camila Amâncio

Camila Amâncio

Médica

Neurorradiologista no Hospital Sírio-Libanês e no grupo DASA. Possui título de especialista em Neurorradiologia diagnóstica pelo CBR/SBNR. Atua em São Paulo-SP.

 

Cadastre-se em nossa Lista VIP